sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

POSTAGEM DE MATÉRIA NO SÁBADO


Fonte:  http://criacionistaconsciente.blogspot.com/2009/04/monumento-lei-de-deus-estabelecido-em.html, acesso em 20/12/2011. 


Êxodo 20, 8-11

Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o SENHOR o dia do sábado, e o santificou.

João 14:

Se me amais, guardai os meus mandamentos. (João 14: 15) Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. (João 14: 21)

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Bibliotecas, civilização e barbárie em Itabaiana

Ouvi do amigo Milton Barboza a seguinte frase: "para saber se um local é civilizado basta olhar como estão (se existirem) as suas bibliotecas, arquivos e museus.". Comecei seriamente a refletir sobre as palavras e a partir delas pensar minha cidade. Se tomarmos por parâmetro nossas bibliotecas, Itabaiana está na civilização ou na barbárie? Na minha opinião vivemos um estágio diferente: a SELVAGERIA. 

A primeira biblioteca do nosso município, que se tem menção, data de 1875. O professor Damázio Leite (185?-1881) funda o Gabinete Literário de Itabaiana. Contudo, nossa primeira biblioteca durou apenas 5 anos. Em 1880, morria o sonho do idealista Damázio. 

Lá pelos idos dos anos 50, a Igreja Católica resolve montar uma pequena biblioteca ao lado da Igreja Matriz. Era a Biblioteca "Dom José Thomaz". Durante décadas, ela foi a principal biblioteca da nossa cidade. Porém, não resistiu a virada do século e fechou as portas.

É com Euclides Paes Mendonça, um semi-analfabeto, que a cidade ganha sua primeira Biblioteca Pública Municipal. Em 1959 é criada a lei que instalou no município uma biblioteca pública. Recebeu a honra de emprestar seu nome para a nova instituição cultural o rábula e farmacêutico Florival de Oliveira (1889-1967). Dr. Florival doou livros para a biblioteca. Contudo, poucos anos depois, a biblioteca acabou fechando as portas. Nos crepúsculo dos anos 70, a biblioteca volta a funcionar. Precariamente, diga-se de passagem...

Fiquei bastante constrangido quando em 2008 ouvi da coordenadora estadual do sistemas de bibliotecas palavras depreciativas em relação à Biblioteca Pública Municipal. Disse Sônia Carvalho que Itabaiana tinha uma das piores bibliotecas do Estado e um poder público omisso em relação à promoção do livro e da leitura.


Neste século (11 anos), a biblioteca funcionou em oito locais diferentes!!! Miseravelmente é uma biblioteca volante. Recentemente, a Biblioteca Pública vem recebendo melhorias. O acervo foi ampliado, o município realizou concurso para bibliotecário, há dois computadores exclusivos, mais de dois mil livos novos e etc. Atualmente, está situada no centro da cidade - na Praça Fausto Cardoso, 50, antiga câmara de vereadores. Mesmo assim, a biblioteca é muito pouco visitada. Dar para contar nos dedos de apenas uma mão a quantidade diária de consulentes. 

O local, apesar de bem situado, é inadequado para o funcionamento de uma biblioteca pública, como informa os manuais do Sistema Nacional de Biblioteca Públicas. O acervo permanece ainda sem ser inventariado e a bibliotecária aprovada em concurso público pediu exoneração. Os esforços da equipe da Secretaria da Cultura tem sido grande para reverter esse quadro. A ex-secretária Izabel Fontes operou um verdadeiro milagre ao estruturar uma biblioteca sem recursos financeiros. A atual secretária Edezuita Noronha vem se dedicando para oferecer uma biblioteca digna de um município com o porte de Itabaiana. 

O maior acervo bibliográfico do nosso município é a coleção particular do intelectual Alberto Carvalho, depositada na Biblioteca do campus UFS local. Alberto faleceu em 2002. Durante o processo de implantação do campus universitário Alberto Carvalho (UFS) a família resolveu doar o rico acervo bibliográfico para a biblioteca do Campus. Já se foram 5 anos e ainda os livros não foram organizados devidamente nem tão pouco catalogados. As obras foram apenas dispostas em prateleiras. Eu sei que o Campus tem bibliotecários e um corpo de funcionários técnicos. Por que essa situação? Cinco anos é um período considerável. 

Longe de sermos bibliotecamente civilizado, vivemos na selvageria e nos acostumamos com essa condição anti-cultural. Não me lembro de ter visto este ano uma única pessoa lendo um livro numa de nossas praças. Só vejo os donos de bancas de jornais reclamando que ninguém compra jornais ou revistas. Bibliotecas que fecham, que andam para cima e para baixo ou que os responsáveis não sabem qual o acervo existente. Que situação constrangedora para a cidade mais rica economicamente do interior sergipano.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

I Workshop de Dança de Salão em Itabaiana próximo mês


Caros amigos,

Entre os dias 13 e 15 do próximo mês (dezembro) teremos o I Workshop de Dança de Salão em Itabaiana para iniciantes. O local da realização desse importante evento para a dança em Itabaiana será o Colégio Arco-íris. Ministrará as atividades de bolero (13/12), soltinho (14/12) e forró (15/12) o professor Herval Lima. 

As inscrições já podem ser feitas. O valor cobrado para custear o trabalho é de R$ 30 individual e R$ 50 casal. Todos os dias as aulas começarão, impreterivelmente, às 19:30 hs. e terminam às 21:00 hs. Para maiores informações, entrem em contato pelo e-mail: hervallima_dance@hotmail.com ou pelos números (79) 9954-4516, 9817-0222 ou ainda pelo telefone (79) 3431-2430


Boa sorte aos realizadores e patrocinadores.


Ilustração: Cartaz de divulgação. Arte: Eldon Santana, 2011.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

28 anos de uma vida


Completo hoje 28 anos de idade. Como sou ainda desconhecido de muitos, deixo aqui um pouco da minha história.

Nasci numa terça-feira quente do mês de novembro de 1983 no povoado Açude da Macela. Filho dos pequenos sitiantes Antonio Pereira de Menezes (Tonho de Mané de Jarda) e Maria Luzia de Oliveira (Luzia de Maria de Lauzinho Carroceiro). Tive meus avôs maternos por padrinho e madrinha. 

Morei sete belos anos num pequeno sítio no Açude da Macela entre frutas e verduras. Meus pais se separaram em 1991. Fui morar com minha mãe e meu irmão (com 4 anos na época). Moramos em quartinho de vila, passamos muitas dificuldades. Minha mãe era doméstica e eu era quem cuidava da casa e do meu irmão William. 

Comecei a estudar nessa época bastante difícil na antiga Escola de 1º Grau Dep. Djalma Lobo. Porém, foi na Escola de 1º Grau Dr. Augusto César Leite que cursei praticamente todo ensino fundamental. Como um dos muitos garotos pobres, estudei no Colégio Estadual "Murilo Braga" (CEMB) o ensino médio. Devido as dificuldades financeiras familiares, estudava a noite e trabalhava pelo dia. Fui vendedor de geladinho, agricultor, feirante e trabalhador de cerâmica.

Prestei vestibular para o curso de Licenciatura em História. Acabei sendo aprovado em 3º lugar e homenageado pelo CEMB, como aluno destaque 2002. Nesse ano sai de casa para morar sozinho. De início morei com minha avó (Maria Andrade de Oliveira, a saudosa Maria de Lauzinho); depois tive que morar sozinho na Vila São José. Contei com ajudas e a companhia dos valorosos amigos Cleverton, John Williams, Adriano, Elton e Antonio.

Prestei concurso em 2004 para o cargo de Agente Comunitário de Saúde (PACS). Obtive o primeiro lugar. Atuei nessa profissão de julho de 2004 a dezembro de 2008. Em 2008, concluir o curso de História. No ano seguinte foi convidado pelo amigo Robério Santos para fazer parte da Secretaria da Cultura, a época dirigida pela amiga Maria Izabel Santana Fontes. Lá conheci pessoas maravilhosas que acrescentaram grandes lições à minha vida. Conseguir fazer exposições, eventos culturais, ganhar editais do Ministério da Cultura, Fundação Biblioteca Nacional e Secretaria de Estado da Cultura.

Em 2010 conseguir ser indicado para fazer parte do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe (IHGSE) e  aprovado em primeiro lugar no concurso público para historiador do município de Itabaiana, sendo convocado este ano. Atualmente, moro com minha mãe e irmã (Letícia). Pesquiso sobre a história e cultura de Itabaiana e tenho  diversos artigos publicados em revistas e obras sobre a história de Itabaiana no prelo.


Ilustração: http://www.mensagensvirtuais.xpg.com.br/pps-Aniversario, acesso em 22/11/2011

CEMB realizará feira cultural

Em seu aniversário de 62 anos, o Colégio Estadual "Murilo Braga" promoverá uma feira cultural durante toda semana

A programação se estenderá deste mês ao próximo.







segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Revista OMNIA deste mês

Acabei de ler a edição 17 da OMNIA. Gostei bastante da homenagem ao amigo Marcos Mota (capa desta edição). Itabaiana deve valorizar seus bons filhos. Sou suspeito para o elogiar. O amigo Marcos é uma pessoa diferenciada por seu jeito alegre, suas idéias consciente e, sobretudo, por seu idealismo pragmático (!).

Sobre os textos de Luiz Antonio Barreto e Vladimir Souza Carvalho, só tenho elogios a esses dois grandes nomes de renome das plagas de Sergipe Del Rey; um papa-jaca, outro papa-cebola, respectivamente, dois consagrados escritores e imortais da Academia Sergipana de Letras. A Bienal ainda ressoa, merecendo destaque a tão falada obra Joãozinho Retratista: o mestre da fotografia, de autoria do escritor Robério Santos.

Contudo, o texto que mais me chamou a atenção é o sobre a história do circo sem futuro de Djalma Lobo. Ri bastante com a narrativa de Robério Santos.  O texto e a história são bastante atuais. Vejo muitos ceboleiros com um idealismo cultural enorme, mesmo com tantos e tamanhos obstáculos. Já vi e pesquisei alguns episódios da história das manifestações culturais de Itabaiana. Vi muito desses bravos vencidos após árdua luta. É assim a história dos folguedos, dos cinemas, do teatro, dos circos, agentes culturais da nossa Itabaiana.

Para não dizer que não falei de flores, vejo significativas mudanças na minha geração. A nova juventude cultural ceboleira tem sonhado e realizado. Livros publicados, exposições, eventos culturais, produção acadêmica, debates exemplificam bem o novo momento cultural. E o que mais chama atenção: os novos buscam na velha guarda da cultura itabaianense (seja ela oral ou escrita) as bases para os seus vôos rasantes. História, memória e identidade nunca foram tão discutidas como nos últimos cinco anos. A revista OMNIA faz parte dessa história e o melhor documenta as novas águias serranas que não estão no Parque dos Falcões, mas nas cercanias da urbe ceboleira.


Ilustração: Capa OMNIA, edição 17. Robério Santos, 2011.

domingo, 20 de novembro de 2011

Dia da Consciência Negra e os afro-ceboleiros


Parabéns a todos os negros da mais racista cidade sergipana. Município que tem uma rua com o nome de 13 de maio e nega suas raízes negras.

Parabéns a todos afro-ceboleiros;
Parabéns a Quintino de Lacerda (1855-1898);
Parabéns a João Mulungu (1851 - 1877?);
Parabéns a Bento das Flechas; 
Parabéns à Dona Rosa do Reisado;
Parabéns a Salomão da Quadrilha;
Parabéns ao Professor Taurino Duarte;
Parabéns à Professora Vera;
Aos amigos capoeiristas do grupo Molas, Muzenza e Abada;
A reminiscência quilombola do Barro Preto, Tabocas, Dendezeiro, Carrilho e Quizongo;

E outros mais que a minha memória não lembrou.


domingo, 30 de outubro de 2011

Reflexões acerca da Bienal de Itabaiana


Caros Amigos,

Peço desculpas pela minha ausência na II Bienal de Itabaiana. Fiquei muito feliz com o resultado e os comentários. Os esforços de todos foram válidos. Hoje vivemos um novo clima cultural diferente nas encostas da lendária Serra de Itabaiana. Pela primeira vez na história deste município houve somação de esforços entre os mais diversos segmentos sociais para promover a cultura local. Faltamos muito para sermos uma cidade verdadeiramente cultural, mas um passo firme e decisivo foi dado na Bienal.

Estive durante todo o sábado na Igreja orando e louvando ao nosso bom Pai Eterno para que tudo acontecesse da melhor forma. Vejo que minhas preces foram atendidas. Soube que a Biblioteca Infantil de Itabaiana e o Museu agradaram muitos dos participantes da Bienal. Deixo aqui meu agradecimento ao amigo Luciano Correia, Luis Antonio Barreto, José De Almeida Bispo, Robério Santos, Ismael Moura, Jorge Pinheiro, Júnior da Perfil, Carlos Eloy, Jamyson Machado Gois, José Augusto Machado, Antonio Samarone e outros pelo empenho e superação em prol da cultura de Itabaiana.

A primeira vez que uma iniciativa cultural vingou em Itabaiana aconteceu no ano de 1875, com o Gabinete Literário de Itabaiana. Naquela época o Professor Damázio Pereira Leite foi duramente perseguido e a iluminista instituição cultural da rua dos lírios foi fechada em 1880. No século XX, a velha Loba abriu e fechou teatro, cinemas, museu, filarmônica, biblioteca, jornais... Nossos grupos folclóricos foram, um a um, desaparecendo e sendo olvidados. Contudo no século XIX, nossa cidade retoma a cultura como peça importante na construção da identidade ceboleira. Neste século, voltamos a ter duas filarmônicas, a biblioteca foi reaberta e hoje está mais estruturada, voltamos a ter um museu, as mídias digitais levam o nome de Itabaiana mais distante que os nossos caminhoneiros, novos grupos culturais começaram a surgir, novos e bons jornais brotaram desse terreno árido e tantas coisas boas. A administração pública reconheceu o valor da cultura e criou uma secretaria autônoma para tratar do tema. Continuamos sem Teatro, Cinema e outros espaços culturais, mas conseguímos muito para apenas uma década do novo século e temos muito a conseguir. Sonho em ver um Encontro Cultural de Verdade em Itabaiana, com as Universidades, empresários, agentes culturais, poder público e comunidade empenhados.


Depois da Bienal a Velha Loba Ceboleira não é mais a mesma, eu sinto isso.

Saudações culturais,

Wanderlei Menezes

sábado, 29 de outubro de 2011

Postagem de matéria no sábado


Êxodo, cap. 20: 
 
8. Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
9.Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho;
10. mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha,nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal,nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas.
11. Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou; por isso o Senhor abençoou o dia do sábado,e o santificou.
 
 
Ilustração: http://criacionistaconsciente.blogspot.com/2009/04/monumento-lei-de-deus-estabelecido-em.html 

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Parabéns aos servidores públicos

O Dia do Servidor (Funcionário) Público é comemorado em 28 de outubro porque foi nessa data que o presidente Getúlio Vargas assinou, em 1952, a Lei 1.711, regulamentando as relações entre a União e a categoria de servidores.

Quase seis décadas depois, se comemora essa importante data. Hoje é um dia especial para mim. É dia do servidor público. É o dia de todos aqueles que trabalham em prol da sociedade. Há 7 anos e 3 meses que eu sou servidor público. Fui agente de saúde, oficial administrativo e atualmente sou historiador.

A todos os servidores públicos, um feliz dia do servidor e, principalmente, ao servidores culturais: historiadores, bibliotecários, museólogos, arquivistas, desenhistas e etc.


Ilustração: http://vereadorregyscarvalho.blogspot.com/2010/10/parabens-servidor-publico.html, acesso em 28/10/2011

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Este sábado tem II BIENAL em Itabaiana


Caros amigos,

É com muita alegria que noticio que este final de semana será mais um final de semana cultural. Após o "aniversário da cidade" ter sido dedicado à cultura e agricultura, a 2ª Edição da Bienal do Livro terá como foto as mais diversas manifestações culturais, principalmente às literárias.

O evento está previsto para ter início às 7:00hs. e término às 17:00hs. A Associação Atlética de Itabaiana será o palco desse magnífico evento cultural.

A programação compreende lançamentos de livros, exposições, debates, apresentações culturais e muito mais. A secretaria da Cultura levará uma grandiosa exposição sobre literatos, imprensa e música, a Biblioteca infantil e uma exposição do Museu Municipal. 

Parabéns aos organizadores, em especial ao amigo Robério Santos (coordenador geral do evento) e a FM ITABAIANA, INFO GRAPHICS, ITNET e demais colaboradores.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Banco do Nordeste disponibilizará 8 milhões para projetos culturais


O Programa Banco do Nordeste de Cultura foi criado pelo Banco do Nordeste em 2005, com o objetivo de democratizar o acesso aos recursos destinados ao patrocínio de ações culturais, desenvolvidas em benefício da Região Nordeste, norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo. Durante suas sete edições foram patrocinados 1.371 projetos, beneficiando diretamente 350 municípios.

O Programa Banco do Nordeste de Cultura vem priorizando a cultura do Nordeste e a do norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo, considerando que estão inseridas na cultura brasileira e universal. De acordo com as prioridades políticas apontadas pela Conferência Nacional de Cultura e pelo Governo Federal para a Cultura, o Programa está focado na facilitação do acesso da comunidade aos instrumentos, equipamentos e meios de produção de bens culturais. Também contribui no intercâmbio com outras culturas, na formação de novas platéias e de cidadãos críticos e conscientes, na ampliação e na democratização das oportunidades de criação, circulação e fruição dos bens culturais, bem como na promoção, proteção e transmissão da diversidade cultural. 

O Programa foi estruturado tendo como base quatro princípios básicos: o interesse da região; acesso democrático a todos que fazem parte da cadeia produtiva da cultura, com igualdade de possibilidades; transparência do processo de seleção, oferecendo a todos as informações sobre os critérios de seleção e da metodologia de análise; e finalmente, acompanhamento que permita o cumprimento dos objetivos de cada ação e do programa como um todo. Foram essas características, bem como os resultados obtidos, que promoveram a aproximação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), hoje copatrocinador do Programa.

Desde 1995, o BNDES utiliza recursos não-reembolsáveis para apoiar projetos culturais, prioritariamente em investimentos na preservação do patrimônio histórico nacional e na produção audiovisual. Hoje, pela regularidade e pelo montante de recursos já investido, o BNDES é o maior investidor do País no segmento de Patrimônio Histórico e o segundo maior no de Audiovisual. 

A participação do BNDES no Programa Banco do Nordeste de Cultura, iniciada no ano de 2009, atende à diretriz de promover a descentralização territorial da oferta de bens culturais, aproveitando a maior capilaridade do Programa no apoio a projetos culturais no Nordeste e demais áreas de atuação do Banco do Nordeste. Essa parceria contribuiu, sobremaneira, para a ampliação dessa possibilidade de concretização de ações pensadas pelos protagonistas da cultura, situados nos mais diversos municípios da área de atuação do Banco do Nordeste, principalmente naqueles menos providos de atividades culturais. 

Consolidando essa parceria, o BANCO DO NORDESTE e o BNDES lançam o Edital do PROGRAMA BANCO DO NORDESTE DE CULTURA/ PARCERIA BNDES – Edição 2012, patrocinando conjuntamente e com recursos próprios, projetos nas áreas de música, literatura, artes cênicas, dança, artes visuais, audiovisual, patrimônio e artes integradas, alocando o valor de R$ 8.000.000,00 (oito milhões de reais).



terça-feira, 25 de outubro de 2011

CEMB realizará I Concurso de Talentos

Caros amigos,

O Colégio Estadual "Murilo Braga" estará realizando seu 1º Concurso de Talentos. A data do evento será dia 22 de novembro, a partir das 09:00 horas. O prêmio para as primeiras colocações será um jogo de tabuleiro.

O concurso promovido com os alunos do CEMB terá cinco categorias: canção, composição, dança, poesia e artes. 

Antecipadamente, parabenizamos os alunos e professores engajados nessa iniciativa cultural. Vejo políticos e  alguns meios de comunicação denegrindo a imagem do Gigante da Educação de Itabaiana, porém quando é para mostrar as boas iniciativas, eles são OMISSOS. Por não termos cabrestos e nem sermos patrocinados, estamos quebrando o silêncio sobre as iniciativas culturais em Itabaiana. 

Todos estão convidados para prestigiar a iniciativa do alunado do Murilo. Vejam mais detalhes na imagem abaixo:




segunda-feira, 24 de outubro de 2011

I Mostra de Artes Visuais de Itabaiana


Fui informado hoje que teremos no mês de dezembro a I Mostra de Artes Visuais de Itabaiana. Os artistas de Itabaiana estão se unindo para realizar um grande evento cultural. Em novembro será lançada a programação. Aguardemos maiores informações.


Ilustração: http://www.irdeb.ba.gov.br/multicultura/?p=600, acesso em 24/10/2011.

domingo, 23 de outubro de 2011

Desabafo e homenagem ao verdadeiros itabaianistas

Imagem aérea do perímetro urbano de Itabaiana (Google eart)
Toda semana leio os jornais locais (Itabaiana e Sergipe) e vejo como há poucas coisas boas noticiada acerca da nossa cidade. Os homicídios, crimes, problemas urbanos (comuns em qualquer cidade de médio e grande porte) têm sido a imagem formulada da urbe serrana. Será que Itabaiana é apenas isso? O que está acontecendo com os homens de macinha cinza acima do pescoço, grupo no qual nós da Itabaiana Grande nos incluímos? Somos intelectuais orgânicos (participativos) ou inorgânicos (metafísicos)? 

Perdoem-me o desabafo, mas nos anos 80 a rádio Princesa da Serra AM atraia as pessoas a conhecerem Itabaiana. Hoje temos 2 jornais, 2 revistas, 4 emissoras de rádio difusão, bons portais de internet, milhares de blogs e etc e nossa imagem é péssima. 

Passei o constrangimento de uma amiga não quer vir a Itabaiana com medo de ser morta, roubada ou por ter lixo em tudo que é canto de nossa cidade. Ela disse que só virá a Itabaiana se for de colete prova de bala ou no helicóptero da Secretaria de Estado da Segurança Pública.

É fácil demais culpar nossos envelhecidos grupos políticos por tudo. É simplório dizer que a culpa é do gestor (seja ele municipal ou estadual), mas nós o que estamos fazendo por nossa cidade? Estou consciente da minha responsabilidade e tenho parcela nisso também. Precisamos de pessoas como Maestro Valtênio, Professor Hipólito, Professor Zé Costa, Marcos Motta, Ricardo dos Cachorros, Salomão da Quadrilha, Zé da Bine da Chegança, Robério Santos, Baldock, Tonho Saracura, Zé Almeida, João Batista Santana, Inês Resende e outros que minha memória me fez esquecer  - estes são de verdade os grandes itabaianistas (para usar um arcaísmo em desuso) do nosso tempo, pois elevam verdadeiramente Itabaiana à condição de Itabaiana Grande.

sábado, 22 de outubro de 2011

Postagem de matéria no Sábado

 
Êxodo cap. 20 
 
8. Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
9.Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho;
10. mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha,nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas.
11. Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo 
o que neles há, e ao sétimo dia descansou; por isso o Senhor abençoou 
o dia do sábado,e o santificou.
 
 
Ilustração: http://criacionistaconsciente.blogspot.com/2009/04/monumento-lei-de-deus-estabelecido-em.html 

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

SECULT lança edital de apoio à produção de curta metragem

Caros amigos,


A Secretaria de Estado da Cultura lançou o edital Orlando Vieira. A iniciativa visa promover e apoiar a produção de obras audiovisuais digitais de curta metragem que fomentem a cultura e a identidade regional, através de produções independentes.


As produções devem ter até 15 minutos. Teremos cinco projetos premiados nas categorias ficção e documentário. O valor a ser pago é de 30 mil reais.


O prazo para inscrição de propostas é de 07 de novembro a 07 de dezembro deste ano.


Para maiores informações, acessem: http://www.divirta.se.gov.br/editais






quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Parabéns Itabaiana, 314 anos de município!!!

Para comemorar os 314 anos da criação do município de Itabaiana, resolvemos criar esta arte comemorativa.


Ilustração: Wanderlei Menezes, 2011.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

BIOGRAFIA CULTURAL

Mata Escura (1821-1847), um mito itabaianense
Nascia em 1821, um dos mais emblemáticos personagens da História de Itabaiana. Não foi político, nem intelectual, nem tem seu nome em logradouro algum, mas tornou-se notável. Seu nome era Antonio José Dias, vulgo Mata Escura, moço pardo, assassino e ladrão profissional. Foi esse itabaianense, até onde sabemos, o primeiro sergipano não-escravo a ser executado depois de sofrer condenação à pena de morte.

Muito cedo abandonou o lar a fim de seguir a lendária carreira criminosa. Aos 17 anos, é contratado para assassinar o delegado Luiz Gonzaga de Medeiros Costa, porém acabou matando Tertuliano, filho de Luiz Gonzaga de apenas quatro anos. No ano seguinte, entrou para a quadrilha de salteadores e assassinos das matas de Itabaiana e Santa Rosa. Esta organização criminosa durante a primeira metade do século XIX tirou o sono das autoridades policiais. Eram seus parceiros os temidos Chicão, Joaquim Veado e Manoel Antônio. Como este último praticou o crime mais cruel. Em 17 de setembro de 1841, assassinou José Francisco, morador do sítio Capunga e irmão de Manoel Antonio. A vítima padeceu com três tiros de bacamarte e mais de vinte facadas. Quatro anos depois, Mata Escura era preso, juntamente com o irmão, após ter matado um dos mais potentados senhores de engenho de Laranjeiras.

Em 1846, era condenado à morte pelo júri de Itabaiana. Tentou recorrer, inutilmente, a clemência do imperador D. Pedro II. Aos oito dias do mês de março de 1847 seria enforcado em praça pública. Escoltado com a corda no pescoço por um destacamento, agrilhoado nos pés e com as mãos presas, Mata Escura era conduzido pelas principais ruas da vila de Itabaiana. A forca estava armada na praça, a poucos metros da Igreja Matriz. O povo e as autoridades se acotovelavam ao pé do mortal instrumento para assistirem o espetáculo sinistro.

Era por volta de uma hora da tarde do fatídico dia quando o condenado subiu os degraus do patíbulo. Na mortal instrumento, Mata Escura, resignado, culpou a mãe por seu cruel destino, acusou a justiça de proteger os ricos e assumiu a autoria de nove crimes. Tentou ainda em vão suicidar-se, mas foi impedido pelo confessor, um criminoso do mesmo nível do condenado. Por fim, sofreu o empurrão fatal. Aqueles que se achavam próximo à forca ouviram o estalejar das vértebras do criminoso. O corpo sem vida do padecente foi mantido por mais de uma hora a pendular na corda. O cadáver do criminoso foi depositado numa vala comum.

O pardo Antonio José Dias foi assassinado aos 26 anos de idade, analfabeto, não deixou filho, esposa ou bens. Legou apenas a memória de seus feitos que foi registrada por romancistas, jornalistas e historiadores. Irrefragavelmente, é um dos mais conhecidos personagens históricos do século XIX de Itabaiana. Quem sabe um dia não receberá nome de logradouro, afinal grandes assassinos são homenageados e até idolatrados em Itabaiana, a exemplo do General João Pereira, Otoniel Dorea, Manoel Leite Sampaio e outros.


terça-feira, 18 de outubro de 2011

UFS: Itabaiana terá II Encontro Interdisciplinar de Língua e Literatura


O Departamento de Letras de Itabaiana (DLI), da Universidade Federal de Sergipe, abre a segunda edição do ENILL, com a perspectiva de congregar as pesquisas na graduação, pós-graduação e na formação continuada de professores.

O II Encontro Interdisciplinar de Língua e Literatura acontecerá entre os dias 10 e 12 de novembro de 2011, no campus de Itabaiana, em Sergipe.
Esta edição do ENILL tem como objetivo debater diferentes propostas de ensino de Língua e Literatura para melhorar a formação do profissional de LETRAS. Para isso, pretendemos fortalecer o diálogo entre a universidade e as escolas da região. Convidamos os professores orientadores e coordenadores de grupos de pesquisa a dividirem conosco suas experiências e resultados de suas pesquisas,tanto na graduação: pibic, pibix, pibid, como na pós-graduação: mestrado e doutorado. Dessa forma, o Departamento de Letras do Campus de Itabaiana busca reunir diferentes abordagens que tragam propostas de mudança ao ensino de Língua Portuguesa, à Línguística Aplicada, à produção de texto, à leitura e alfabetização e ao ensino de literatura.
O diferencial deste evento está na sua proposta de valorizar uma prática de pesquisa interdisciplinar no campo de letras. Portanto, contatamos com a comunidade acadêmica, os pesquisadores em linguagem das diversas áreas do saber, e os professores das redes pública e privada para pensarmos coletivamente saídas para a melhoria do ensino de português.
O tema central desse evento gira em torno da formação de professores de Língua Portuguesa e literaturas a partir das diferentes abordagens da prática do ensino, tanto na educação básica como no ensino superior. Com esse intuito,programamos conferências, mesas-redondas e minicursos para integrarmos o contexto escolar às pesquisas universitárias no Brasil. Contamos com sua participação como ouvinte ou apresentando comunicação nos grupos temáticos que organizamos para valorizar os principais temas desta edição. Quem participar de pelo menos 75 por cento das atividades deste evento, terá direito a um certificado de 20 horas, que será entregue apenas no final do evento, dia 12/11, no Hall do Auditório do Campus Prof. Alberto Carvalho.






Ilustração: http://www.campusitabaiana.ufs.br/arquivos/CARTAZ_ENILL_2011.pdf

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Prêmio Literário Fundação Biblioteca Nacional 2011



Estão abertas, até o dia 24 de outubro, as inscrições para o Prêmio Literário Fundação Biblioteca Nacional 2011. Os escritores interessados podem registrar suas obras por categoria: Poesia, Romance, Conto, Ensaio Literário, Ensaio Social, Tradução, Projeto Gráfico e Literatura Infantil e Juvenil.  




Ilustração: http://blog.brunamaria.com/2010/07/o-romance-e-biblioteca-nacional.html

domingo, 16 de outubro de 2011

Oportunidade de Estágio em MUSEU


Estágio apenas para alunos matriculados na UFS.

Áreas do conhecimento: Artes, História, Museologia, Pedagogia, Comunicação Social- Jornalismo e Publicidade e Propaganda.
Período do cursando: do 3º ao 7º período

Atuação: Museu da Gente Sergipana, ligado ao Instituto Banese
Valor da bolsa: entre R$ 400,00 e R$ 700,00 reais, de acordo com a função
Período de inscrição: de 17 a 21/10/2011

Os interessados deverão comparecer a Central de Estágios da UFS/CENEUFS, com currículos em mãos.




Ilustração:http://www.biblioteca.tj.sp.gov.br/intranet/museu.nsf/VAID/304C9BD680155C1F0325701F004BF861?OpenDocument, acesso em 16/01/2011.

sábado, 15 de outubro de 2011

Postagem de matéria no sábado


Êxodo cap. 20 
 
8. Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
9.Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho;
10. mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha,nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas.
11. Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou; por isso o Senhor abençoou o dia do sábado,e o santificou.


Ilustração: http://criacionistaconsciente.blogspot.com/2009/04/monumento-lei-de-deus-estabelecido-em.html 

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Itabaiana completará 314 anos na próxima quinta

Caros amigos,

Imagino que vocês devem ter estranhado o título desta matéria.

Confira nosso texto no Jornal Saiba Cultura e tire suas conclusões.


         28 de agosto é o aniversário de Itabaiana? 

Itabaiana não tem apenas 123 anos de história. Temos mais de 400 anos de existência. Os documentos históricos mencionam nossa cidade desde o final do século XVI. Nesse período, Itabaiana era um território em estágio de povoamento. A história administrativa (criação do município e estruturas de poder) tem mais de três séculos de existência.
Uma data histórica esquecida pelos historiadores e munícipes é o 20 de outubro. Nessa data foi instalado o município com a criação da vila, isso ainda no final do século XVII, em 1697. A data de 20 de outubro de 1697 é importantíssima, pois teve como implicações causais a criação de estruturas administrativas vitais para o ulterior desenvolvimento de Itabaiana. Ainda nos últimos anos do século XVII, edificou-se a Câmara de Vereadores (uma das 50 mais antigas do Brasil), a cadeia e o cartório. Surgia ai o município de Itabaiana, sob a denominação de Vila de Santo Antônio e Almas de Itabaiana, homônimo do nome da freguesia e paróquia. O mesmo documento que “criou” Itabaiana também gerou Lagarto.
Cabe esclarecer que no período colonial as municipalidades interioranas eram denominadas de vilas. A designação de cidade pertencia quase que exclusivamente às capitais das capitanias. Com isso, no século XVIII havia apenas uma cidade em Sergipe, São Cristóvão ou cidade de Sergipe del Rei, os outros municípios eram as vilas de Lagarto, Itabaiana, Santa Luzia, Santo Amaro e Vila Nova (atual Neopólis). Nos anos de 1800 começaram a ser elevadas à categoria de cidade algumas das mais importantes vilas, muitas das quais por meras conveniências políticas. Assim surgiram Estância, Laranjeiras, Maruim, Propriá e etc. Era uma quebra da tradição colonial. Itabaiana foi uma das últimas vilas sergipanas a ser elevada à condição de cidade.
O 28 de agosto significa a data da Resolução que elevou Itabaiana à categoria de cidade, pois boa parte de sua história recebeu a designação administrativa de vila. Curioso é que nesse documento histórico a urbe agrestina novamente tem a elevação de categoria administrativa com outro município. Em 1697, foi elevada à condição de vila juntamente com Lagarto e quase 2 séculos conseguiu a mudança no status administrativo com Capela, a princesa dos tabuleiros. Assim, não tivemos a tal "emancipação política", pois Itabaiana não era dependente de outro município e nem foi constituído através da desagregação de nenhuma cidade. Podemos falar de emancipação política das antigas vilas que havia dentro da vila de Itabaiana, a exemplo de São Paulo (Frei Paulo) e Campo do Brito e dos povoados Moita Bonita e Saco do Ribeiro (Ribeiropólis). Ter a categoria de cidade não era premissa de importância, pois Itabaiana e Lagarto só se tornaram cidade já no limiar do Império.
Assim, o 28 de agosto tornou-se tradição enraizada. É um equívoco histórico praticamente irremediável. Por isso, Itabaiana deve comemorar suas duas datas cívicas: o 28 de agosto (aniversário da cidade) e o 20 de outubro (aniversário do município). De qualquer forma, parabéns a Itabaiana por seus 123 anos de cidade e 314 de município.

MENEZES, Wanderlei. 28 de agosto é o aniversário de Itabaiana? Itabaiana, Saiba Cultural, n. 72, p. 15. out 2011.

Ilustração: Cartão telefônico da Telegipe. Anos 70. (com modificações).

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Projeto "Fontes para a história de Itabaiana"

Próximo ano teremos em Itabaiana um projeto pioneiro em Sergipe. Coordenarei a iniciativa de catalogar e digitalizar todo acervo de documentos de ou sobre Itabaiana do período colonial (1500-1822). São inventários, livros de notas, mapas, livros, processos, documentos oficiais e etc. 
Todo esse volumoso acervo encontra-se em péssimo estado de conservação e ameaça se deteriorar. O projeto foi pensado com o objetivo de preservar e difundir importantes informações acerca do nosso passado colonial.
Estaremos realizando esse trabalho em todas as unidades de pesquisa do Estado de Sergipe. Pretendemos ampliar o projeto para os documentos dos arquivos da Bahia e Rio de Janeiro, onde está depositado significativos testemunhos históricos locais.
Carta de Luis de Souza sobre as expedições em busca das minas de prata da Serra de Itabaiana, em 1619. Arquivo Histórico Ultramarino. Lisboa. Documentos Sergipanos - Caixa 001, Doc. 001.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Feliz Dia das Crianças

12 de outubro, dia das crianças. Queremos desejar um feliz dia das crianças para todos os pequerruços serranos.




Ilustração: http://www.minirecados.com/dia_das_criancas/, acesso em 12/10/2011.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Grupo de Flauta Doce do Carrilho

Caros amigos,

Ontem, a partir das 15:00 hs, tivemos a apresentação do grupo de Flauta Doce do Povoado Carrilho na sede da Associação de Moradores e Amigos do Povoado Carrilho. O Grupo de Flauta é uma parceria entre a Secretaria do Desenvolvimento Social e músicos da Filarmônica Nossa Senhora da Conceição. Os jovens flautistas são crianças da comunidade. O grupo cultural começou suas atividades este ano e em poucos meses tem demonstrado muita desenvoltura.
A apresentação foi emocionante. Os jovens arrancaram aplausos da comunidade.
Para além da castanha, o Carrilho começa a revelar músicos. Vale a pena conferir.




Ilustração: Flauta. Disponível em: http://www.intermusica.pt/loja-online_9/instrumentos_46.aspx?page=9, acesso:11/10/2011.


Clique aqui para ouvir o audio desta matéria